Áú°Ë¹ú¼Ê¹Ù·½ÍøÕ¾

Secador rotativo de correia a v¨¢cuo para l¨ªquidos e pastas

 Secador rotativo de correia a v¨¢cuo para l¨ªquidos e pastas

O nosso secador rotativo de correia a v¨¢cuo GZDY ¨¦ um dispositivo de secagem especialmente designado destinado para l¨ªquidos e materiais tipo pasta. Este equipamento de secagem a v¨¢cuo ¨¦ capaz de alimentar continuamente e descarregar esses l¨ªquidos e pastas atrav¨¦s do emprego de uma bomba de alimenta??o potente que envia o material para ser uniformemente espalhado na correia pelo dispositivo de distribui??o. Sob o acionamento ¨¤ v¨¢cuo, o ponto de ebuli??o do l¨ªquido ¨¦ reduzido para que a mistura possa ser aquecida a altas temperaturas, evaporando a ¨¢gua no interior e evitando qualquer confus?o causada pela fervura. O secador a v¨¢cuo pode usar vapor, ¨¢gua quente e ¨®leo quente como fontes de calor.

O material se move ao longo das correias onde o produto come?a pela evapora??o e secagem para arrefecimento e descarga na extremidade. Perto da extremidade de descarga da m¨¢quina de secagem est¨¢ um triturador a v¨¢cuo especial que pode ser usado para embalar automaticamente os produtos em p¨® secos ou granulados

Este modelo de secador rotativo de correia a v¨¢cuo transforma secagem est¨¢tica tradicional em secagem din?mica a v¨¢cuo o que reduz significativamente o tempo de secagem de 8-20 horas a 20-80 minutos. Na m¨¢quina, a temperatura de secagem ¨¦ ajust¨¢vel para diferentes produtos com diferentes qualidades. Ele resolve completamente o problema de secadores de pulveriza??o de alta temperatura que pode desnaturar alguns materiais devido a longos tempos de secagem de fornos tradicionais. A cor, solubilidade e preserva??o ingrediente dos materiais secados no secador de correia a v¨¢cuo s?o excelentes e o processo n?o pode ser duplicado e o processo n?o pode ser duplicado usando t¨¦cnicas diferentes.

Como os materiais s?o gradualmente secos dentro de um per¨ªodo de tempo ap¨®s serem expostos a condi??es de v¨¢cuo, os gr?nulos passam por alguma cristaliza??o. Isto cria micro poros que permitem que o gr?nulo seja esmagado em uma consist¨ºncia desejada para processos como prensagem de comprimidos e enchimento de c¨¢psulas.

A tecnologia de secagem em correia a v¨¢cuo tem ampla gama de possibilidades de aplica??es. Ela ¨¦ muitas vezes usada para processo de extra??o e ¨¦ especialmente adequada para materiais de alta viscosidade que s?o f¨¢ceis de aglomerar. Tamb¨¦m ¨¦ a t¨¦cnica preferida para lidar com materiais sens¨ªveis ao calor e termopl¨¢sticos. O uso de secador de correia a v¨¢cuo permite-lhe evitar defeitos em p¨®s que s?o muito frinos ou amontoados. A qualidade do produto acabado ¨¦ controlada facilmente, mediante um ajuste na velocidade do transportador, espessura do material, temperatura, grau de v¨¢cuo e de outros par?metros da m¨¢quina. Independentemente da aplica??o, secagem a v¨¢cuo ¨¦ muito superior a secagem por pulveriza??o.

Vantagens do equipamento
1. Autom¨¢tico, canalizado e processo de secagem cont¨ªnuo
2. Alimenta??o cont¨ªnua, secagem, granula??o e descarga em estado de v¨¢cuo
3. Secagem acabada: tritura??o e granula??o no estado de v¨¢cuo
4. Custo de opera??o: 1/3 do forno a v¨¢cuo, secados de pulveriza??o, 1/6 do secador de arrefecimento
5. 2 operadores, no m¨¢ximo, e muito menos o custo do trabalho
6. Temperatura de secagem ajust¨¢vel (20-150¡æ) e tempo de secagem (20-80min)
7. Sem desnatura??o ou contamina??o bacteriana para materiais sens¨ªveis ao calor 8. Descarga cont¨ªnua de p¨® seco ap¨®s 20 ~ 80min, com uma taxa de recolha de 99%
9. Capaz de resolver os problemas causados por materiais de alta viscosidade e itens de secagem dif¨ªceis
10. Sistema de limpeza CIP, padr?o GMP

?mbito de aplica??o:
O secador de correia a v¨¢cuo ¨¦ usado principalmente em v¨¢rios l¨ªquidos ou mat¨¦rias-primas tipo pasta, tais como medicamentos tradicionais e ocidentais, alimentos, produtos biol¨®gicos, produtos qu¨ªmicos, aditivo alimentar etc, A m¨¢quina ¨¦ especialmente adequada para materiais de dif¨ªcil secagem, com elevada viscosidade, f¨¢cil aglomera??o, ou sensibilidade t¨¦rmica. O secador pode lidar com materiais que n?o podem ser secados por secadores tradicionais.
1. Ind¨²stria farmac¨ºutica: Extratos de medicina chinesa, extractos de plantas, embri?es, l¨ªquidos de fermenta??o s¨¦rie PVPK, etc.
2. Ind¨²stria alimentar: extrato de malte, carboidratos, bebida instant?nea, ch¨¢ em p¨®, cacau em p¨®, pasta de milho etc.
3. Ind¨²stria qu¨ªmica: bateria de l¨ªtio, benzoato de emamectina, etc.

Par?metros t¨¦cnicos

Modelo Di?metro (mm) Comprimento (mm) Altura (mm) ?rea de troca de calor (m2) Temperatura de aquecimento ( ¡æ ) Teor de humidade do material de alimenta??o (%) Teor de humidade do produto seco (%) Meios de aquecimento Capacidade de evapora??o de ¨¢gua (Kg/h) Pot¨ºncia da estrutura principal (kw)
GZDY5-2 1400 5500 2300 5 20-120 20-80 0.2-5 Vapor, ¨¢gua quente ou ¨®leo quente 3-5 6.00
GZDY10-2 1400 7300 2300 10 5-8 8.00
GZDY30-4 1700 9800 2700 30 15-25 10.00
GZDY60-6 2200 10800 3550 60 45-55 14.00
GZDY80-6 2200 13500 3550 80 60-75 14.50
GZDY100-6 2200 16100 3550 100 80-90 15.50
GZDY120-7 2200 16100 3550 120 100-110 16.50
GZDY160-8 2800 17300 4100 160 120-140 18.50
GZDY200-10 2800 17300 4100 200 160-180 25.50
Se o solvente de mat¨¦ria-prima ¨¦ org?nico (etanol, acetona, metanol etc.), capacidade de evapora??o ir¨¢ subir. Capacidade de evapora??o est¨¢ intimamente relacionada com a temperatura de secagem.

Outros Produtos